15 de set de 2012

CONTRASTE - LETRA E MUSICA CLAUDIO SANTOS



                CONTRASTE
               Cláudio Santos

Nem o dia clareou e lá vai ele
Novamente trabalhar na plantação
Na esperança que a chuva caia e molhe
É assim que vive o homem no sertão
Olha o céu tira o chapéu faz uma prece
Pede a Deus sua divina proteção
Na garrafa tem um pouquinho de água
Na mochila um pedacinho de pão

Já o dia clareou e outro homem
Da garagem tira a sua condução
Que lhe deixa bem na porta do trabalho
Lembra tudo menos de uma oração
Faz seus planos pra ganhar bem mais que ontem
Sem se importar de onde vai sair
Não se lembra de Jesus um só instante
E sorrindo ainda diz que é feliz

              Direitos Reservados